Líder do CDS esteve em Peniche e defendeu aumento das quotas para a pesca da sardinha

Foto: Google Imagens

O líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, defendeu esta quinta-feira (1 de Abril), em Peniche, um aumento das possibilidades de captura da sardinha a partir de Maio como uma das medidas para contrariar a quebra de rendimentos do sector devido à pandemia. Para o líder centrista, “é fundamental adequar a capacidade de exploração dos pescadores ao nível da pesca da sardinha àquilo que são os recursos que existem no mar”.

Francisco Rodrigues dos Santos esteve reunido com pescadores em Peniche, e disse que as “quotas são manifestamente abaixo das capacidades de exploração e tem de haver uma directriz comunitária que permita, a partir de Maio, aos pescadores usufruírem da pesca”.

No âmbito do regulamento do controlo da pesca, alertou que as contra-ordenações estão a ser convertidas em crime, o que dissuade actuais e futuros pescadores.

Para o presidente do CDS-PP, é também necessário repensar na legibilidade dos próximos fundos comunitários para o sector, ao explicar que as exigências tecnológicas e de eficiência energética requeridas aos pescadores para aceder aos apoios comunitários deixam muitos de fora. Para o responsável, “existem investimentos muito avultados que os pescadores não estão em condições de acompanhar”

Por outro lado, quando aumentam a rentabilidade, acabam também por ficar excluídos dos fundos comunitários.

Para o líder do CDS-PP, estas medidas são fundamentais, para apoiar o sector nesta altura em que “o sector das pescas tem sido particularmente afectado por esta pandemia, porque houve uma contração da procura do pescado, o que deixou os nossos pescadores numa situação aflitiva e desesperada, porque os níveis de rendimento também diminuíram”.