COVID-19: Surto no hospital de Torres Vedras contabiliza 14 mortes e 135 casos de infecção

Foto: Google Imagens

São já 14 as vítimas mortais associadas ao surto de Covid-19 activo no hospital de Torres Vedras. Segundo os dados divulgados esta segunda-feira pelo município, estão activos 135 casos de infecção. Os dados, relativos ao dia 16 de Janeiro, dão conta de sete novos casos recuperados e mais uma vítima mortal.

Para fazer face ao aumento de casos de infecção, o Centro Hospitalar do Oeste (CHO) criou uma nova enfermaria para doentes Covid-19, no hospital de Torres Vedras, com 21 camas. O objectivo é reforçar a capacidade de resposta do serviço.

Num comunicado enviado à nossa redacção, o Conselho de Administração do CHO explica que actualmente o Centro Hospitalar “dispõe de uma capacidade total de 103 camas de internamento para doentes Covid-19”. No hospital de Torres Vedras existem 68 camas e no hospital das Caldas da Rainha 35.

O Conselho de Administração do CHO, presidido por Elsa Baião, prevê que entre em funcionamento, “a breve trecho”, a unidade de internamento no hospital de Peniche, que terá capacidade para 21 camas.

No fim-de-semana foram várias as imagens que circularam nas redes sociais que mostravam várias ambulâncias, alinhadas à porta da urgência do hospital de Torres Vedras, para dar entrada de doentes.

O Centro Hospitalar do Oeste esclarece que os constrangimentos estiveram relacionados com a “elevada afluência de doentes à Área Dedicada para Doentes Respiratórios”. Face aos constrangimentos, foi necessário transferir doentes para outros hospitais. Em declarações à Agência Lusa, citada pelo Notícias ao Minuto, Elsa Baião explica que na passada sexta-feira foram transferidos cinco doentes com Covid-19 para a CUF Tejo, em Lisboa, ao abrigo do acordo que o Ministério da Saúde estabeleceu com hospitais privados.