Paleontólogos portugueses e espanhóis estudam processos de reprodução no “Ninho de Paimogo”