Urgência do Hospital de Torres Vedras reencaminha doentes críticos para outras unidades

Foto: Google Imagens

A Urgência Geral do Hospital de Torres Vedras está a reencaminhar os doentes críticos para outras unidades, devido à elevada afluência de pessoas, o que provocou o congestionamento do serviço.

O centro hospitalar explica que “as urgências não estão encerradas, mas apenas bloqueadas para o CODU/INEM”, garantindo a administração que “todos os doentes que se desloquem directamente à urgência serão admitidos”.

Recorde-se que o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) denunciou esta terça-feira, 21 de Setembro, que o Serviço de Urgência estaria “encerrado às ambulâncias e aos cidadãos”.

Num ofício enviado à presidente do Conselho de Administração do centro hospitalar, o SIM exigiu a contratação de médicos, depois de ter tido conhecimento de que “as equipas do Serviço de Urgência não cumprem os níveis de segurança necessários, exigidos pelos critérios mínimos definidos pela Ordem dos Médicos”.

O SIM considera tratar-se de “uma situação inadmissível, que coloca em risco a segurança na prestação de cuidados à população abrangida por esta instituição, que desde segunda-feira, “por sobrelotação, não recebe doentes”.